Bonito

Por Marie Melo

 

  • Destino: Bonito
  • Estado: Mato Grosso do Sul
  • Ano de Fundação: 1948
  • Moeda: Real
  • Idioma Oficial: Português
  • Religião Predominante: Católica
  • Regime de Governo: Democracia
  • Feriados Oficiais:
    01º de Janeiro – Confraternização Universal
    21º de Abril – Tiradentes
    22º de Abril – Sexta Feira Santa 
    01º de Maio – Dia do Trabalho
    23º de Junho – Corpus Christi
    07º de Setembro – Independência do Brasil
    12º de Outubro – Nossa Senhora Aparecida
    02º de Novembro – Dia de Finados
    15º de Novembro – Proclamação da República
    25º de Dezembro – Natal
  • Número de Habitantes:  19.598
  • Número de Aeroportos:  2
  • Aeroportos: Nacional de Campo Grande (CGR), Nacional de Corumba (CMG)
  • Companhias que voam para o destino: Tam (JJ), Trip (R8), Pantanal (P8) 
  •  Principais Pontos Turísticos:

Gruta do Lago Azul
Abismo Anhumas
Boca da Onça
Rio Formoso
 

  • Temperatura Média:
    Inverno:  20 ºC
    Verão: 25 ºC
  • Fuso horário em relação a Brasília: 0 hora 
  • História:  Bonito tem suas origens na história da formação do município de Miranda, ligada à expansão espanhola do século XVI no vale do Paraguai, como ponto de apoio às expedições que pretendiam alcançar as minas do Peru. Em 1580 Ruy Dias Melgarejo funda a primeira cidade de Santiago de Xerez às margens do rio Mbotetei (rio Miranda). Após vários conflitos com os índios que habitavam a região, o povoado muda-se para as margens do rio Mondego (Aquidauana), permanecendo apenas algumas famílias que conviviam pacificamente com os indígenas. Esse relacionamento amistoso facilitou a implantação da Missão Itatim, que foi alvo constante de ataques de bandeirantes paulistas e colonos espanhóis que pretendiam aprisionar os índios e mestiços aldeados para escravizá-los.
    Com a descoberta de ouro em Cuiabá a Coroa Portuguesa expulsa os espanhóis da região do vale do rio Paraguai. O Presídio de Nossa Senhora do Carmo do Rio Miranda foi construído em 1778 a mando do capitão-general da Capitania de Mato Grosso, Caetano Pinto de Miranda Montenegro. Um pequeno povoado começou a desenvolver-se em volta do presídio, que em 1857 é elevado à categoria de vila e passa a denominar-se Miranda, e em 07 de outubro de 1871 é elevada à categoria de Município.
    Durante a Guerra do Paraguai (1865-1870), vários colonos e fazendeiros ajudaram no abrigo e condução das tropas até a região de fronteira. Também os índios Guaicuru participaram dos combates. Após o final da guerra, muitas pessoas que haviam fugido retornaram, junto de novos colonos vindos de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e outras regiões. Muitas famílias foram dizimadas pelos constantes ataques indígenas, dificultando a criação de um povoado. A Fazenda Rincão Bonito, de propriedade do Sr. Euzébio, foi adquirida pelo Capitão Luiz da Costa Leite Falcão, que aqui chegara em 1869, com a missão de expulsar os índios da região.
    O Capitão Falcão foi o primeiro escrivão e tabelião do lugar, incentivando a fixação dos primeiros moradores da vila. Em 11 de junho de 1.915, a vila Rincão Bonito é elevada a Distrito de Paz de Bonito, desmembrando-se a área do município de Miranda, mas com subordinação administrativa. Foi elevado à condição de município em 02 de outubro de 1.948. 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Destinos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s