Teresina

 Por Marie Melo

  • Destino: Teresina
  • País: Brasil
  • Estado: Piauí
  • Ano de Fundação: 1852
  • Moeda: Real
  • Idioma Oficial: Português
  • Religião Predominante: Católica
  • Regime de Governo: Democracia
  • Feriados Oficiais:
    01º de Janeiro – Confraternização Universal
    21º de Abril – Tiradentes
    22º de Abril – Sexta Feira Santa 
    01º de Maio – Dia do Trabalho
    23º de Junho – Corpus Christi
    07º de Setembro – Independência do Brasil
    08º de Setembro – Dia da padroeira S. N. Mãe Divina Graça
    04º de Outubro – Dia de São Francisco 
    12º de Outubro – Nossa Senhora Aparecida
    19º de Outubro – Dia do Piauí
    02º de Novembro – Dia de Finados
    15º de Novembro – Proclamação da República
    25º de Dezembro – Natal
  • Número de Habitantes: 814.439
  • Número de Aeroportos: 1
  • Aeroporto: Internacional de Teresina (THE)
  • Companhias que Voam para o Destino: Azul (AD), Tam (JJ), Pantanal (P8), Gol (G3)
  • Principais Pontos Turísticos:

Pedra do CasteloCânion do Rio Poty
Museu do Tito
Cachoeira das Arraias

  • Temperatura Média:
    Verão: 34°C
    Inverno: 22°C
  • Fuso horário com relação a Brasília: 0 hora
  • História: A capital do Piauí nasceu na Barra do Poty. Na sesmaria do bandeirante Domingos Jorge Velho, conhecida por todos nós, como Chapada do Corisco, que se tornou sede da freguesia de Nossa Senhora do Amparo em 1827, e mais tarde, foi criada a Vila do município do Poty, nas terras desmembradas de Campo Maior, Valença e São Gonçalo do Amarante.
              No dia 16 de agosto do ano de 1852, a Nova Vila do Poty com 1.809 Km² de área, passou a ser a Capital do Piauí com o nome de teresina, em homenagem à Imperatriz Teresa Cristina. Ela está localizada na margem direita do rio Parnaíba naconfluência com o rio poti. Idealizada  pelo governador da Província  José Antônio Saraiva, a nova capital foi a primeira do Brasil a ser planejada, cujo traçado foi feito a partir do cruzeiro ainda hoje existente no adro da Igreja Matriz do Amparo. Além do governador, o vigário potiense Mamede Antonio Lima e o mestre-de-obra João Izidoro França, lideraram a construção da nova cidade que em pouco tempo foi ganhando ares de modernidade, e se tornou moradia de várias categorias profissionais que vinham de outras cidades, para se estabelecer em Teresina.
              No governo de João de Oliveira Junqueira, em 1858, foi fundada a Companhia de Navegação do Rio Parnaíba, dando um importante significado econômico para o Estado. Em abril de 1859, o vapor Uruçui de Teresina a Parnaíba rebocava barcas cheias de mercadorias e passageiros. Foi desta forma que o comércio começou a se desenvolver, à beira do rio Parnaíba, que aliás, era uma área privilegiada.
    No ano de 1860, a nova capital já contava com uma área urbanizada de um quilômetro de extensão na direção norte-sul, com os seguintes confrontos: de um lado o largo do quartel do Batalhão (atual Estádio Lindolfo Monteiro) e do outro o “Barrocão” (atual Avenida José dos Santos e Silva). Na direção leste-oeste o desenvolvimento não ganhou a mesma intensidade. Tomando-se como base o lado do Poti, as ruas findavam a algumas dezenas de metros acima das duas principais praças, a da Constituição, atual Praça Marechal Deodoro da Fonseca (que anteriormente também denominou-se Praça do Palácio e Largo do Amparo), e a do Largo do Saraiva (atualmente Praça Saraiva). Para o lado do Parnaíba, nem todas as ruas chegavam ao rio. A Rua Grande, atual Rua Álvaro Mendes, uma das principais ruas da nova capital teve um papel significante no desenvolvimento da nova cidade.
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Destinos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s